Estava lá Sarah Harding – ex integrante da falecida girlband inglesa Girls Aloud – confinada no “Celebrity Big Brother”, quando é perguntada sobre o Fifth Harmony. Em vez de fazer uma bela crítica artística, a cantora resolveu fazer comentários bem machistas e desagradáveis sobre a girlband.

 “As putas? Sim. Elas todas usam quase roupa nenhuma. Todas as girlbands de hoje em dia: putas, putas, putas. Sexo vende”, e ainda completou: “Nós tínhamos rotinas de ensaios de dança propriamente dita. Elas apenas fazem movimentos de puta agora.” Veja o vídeo:

Como ex integrante de uma girlband, foge da realidade um comentário tão baixo. Bandas femininas são formadas para vender poder feminino. As integrantes do Fifth Harmony ou até Little Mix (girlband que também está em alta) usam roupas curtas e fazem danças provocantes exatamente pelo motivo de que nós podemos usar as roupas que quisermos e dançar como quisermos. Comentários como os de Sarah fazem tanto sentido quanto a minha existência nas últimas semanas, pensando pelo fato dela ter saído de uma banda feminina.

Assim como Fifth Harmony, Girls Aloud foi formado por um programa, o “Popstars: Te Rivals” em 2002.

Compartilhe essa ideia:

Comentários: