No aniversário de um ano do seu inspirador álbum Rainbow, Kesha lançou o documentário Rainbow: O Filme exclusivamente na Apple Music.

Combinando cenas da vida real e segmentos que mesclam sua música com imagens impressionantes para transmitir metaforicamente suas lutas ao longo dos últimos cinco anos. Mas a parte mais memorável é seguramente a reveladora filmagem pré-Grammy, onde a cantora retira corajosamente a cortina de uma crise de confiança antes da performance de “Praying” no Grammy Awards de 2017. 

Rainbow: O Filme mostra ao longo dos três dias que antecederam a premiação, onde Kesha e seu preparador vocal passam por uma preparação técnica e psicológica para entregar uma música altamente pessoal à frente do mundo. Em um ponto, vemos Kesha começar a chorar durante seu ensaio; o seu treinador, família e cantores, todos fornecem apoio em toda a parte, com seu treinador vocal, em particular, oferecendo alguns conselhos sábios em uma cena. Ele aponta que a letra em “Praying” “Eu posso fazer isso sozinha” já deu frutos – ela lançou um álbum número 1 na Billboard 200, aclamado pela crítica, e ela está fazendo o single principal no Grammy. Ele a faz repetir essa frase várias vezes até que ela realmente sinta, ajudando-a a recuperar um pouco de sua confiança com uma letra que ela mesma escreveu.

Depois de uma exibição na Metrograph de Nova Iorque na quinta-feira (9 de agosto), os co-diretores Kesha e seu irmão Lagan Sebert (Kevin Hayden também dirigiu) fizeram uma aparição surpresa para uma plateia cheia de fãs, que aplaudiram e elogiaram. “Obrigado por ser corajosa ”, gritou uma mulher. De sua parte, Kesha agradeceu seus fãs por simplesmente “dar a mínima”.

Compartilhe essa ideia:

Comentários: